NINGUÉM ME NEGOU AMOR

2016-03-31

Estávamos no Segundo Ano do calendário de AA…. Um recém-chegado apareceu num desses grupos, … Em pouco tempo, provou que o seu caso era desesperado e que, acima de tudo, queria ficar bem … [Ele disse]: “Uma vez que sou vítima de outra adicção ainda mais estigmatizante do que o alcoolismo, podem não me querer entre vós”.

OS DOZE PASSOS E AS DOZE TRADIÇÕES, pág. 130

Eu vim ter com vocês como uma esposa, mãe, que tinha abandonado o marido, filhos e família. Eu era uma bêbeda, uma dependente de comprimidos, um zero. No entanto, ninguém me negou amor, carinho e um sentimento de pertencer. Hoje, pela graça de Deus, com o amor de uma boa madrinha e um grupo base, posso dizer que, através de vocês em Alcoólicos Anónimos, sou uma esposa, uma mãe, uma avó e uma mulher. Sóbria. Livre de comprimidos. Responsável.

Sem um Poder Superior que encontrei na Comunidade, a minha vida não teria sentido. Estou cheia de gratidão por ser membro de Alcoólicos Anónimos.

© Copyright, 1990, Reflexões Diárias, traduzido e reproduzido com autorização de Alcoholics Anonymous World Services, Inc.

Receba no seu email a nossa Reflexão Diária