ESPERANÇA

2016-03-02

Não desanime!

ALCOÓLICOS ANÓNIMOS, pág. 48

Poucas experiências são para mim menos importantes do que a sobriedade alcançada à pressa. Demasiadas vezes, o desânimo tem sido o resultado de expectativas pouco realistas, para não mencionar a autopiedade e o cansaço que eu sinto de querer mudar o mundo até ao próximo fim-de-semana. O desalento é um sinal de aviso que eu talvez tenha pisado o terreno de Deus. A chave para realizar o meu potencial está em reconhecer as minhas limitações e em não julgar que o tempo é uma ameaça, mas sim uma dádiva.

A esperança é a chave que abre a porta para sairmos do desalento. O programa promete-me que, se eu não pegar no primeiro copo hoje, terei sempre esperança. Como vim a acreditar que mantenho o que partilho, de cada vez que dou ânimo, recebo ânimo. É com os outros, pela graça de Deus e a Comunidade de AA, que eu trilho o caminho do destino feliz. Que eu me possa sempre lembrar que o poder que está dentro de mim é muito maior do que qualquer medo que eu enfrente. Que eu possa ter sempre paciência, porque estou no bom caminho.

© Copyright, 1990, Reflexões Diárias, traduzido e reproduzido com autorização de Alcoholics Anonymous World Services, Inc.

Receba no seu email a nossa Reflexão Diária